Principal Outro FAQs de estudos internacionais

FAQs de estudos internacionais

Extrovertido

Estudantes da Faculdade de Direito de Columbia planejando estudos internacionais

Clique em um tópico abaixo para pular para essa seção:

Clique para abrir Planejamento

Como estudar no exterior é diferente em um contexto administrativo?

A Columbia Law School oferece aos alunos a oportunidade de estudar no exterior como alunos totalmente imersos em um programa educacional estruturado, administrado e ensinado em uma cultura educacional jurídica diferente. Acreditamos que o valor dessa abordagem é evidente, mas você deve estar ciente dos custos potenciais.

Embora cada parceiro estrangeiro tenha sido examinado como atendendo aos altos padrões acadêmicos de Columbia, poucas escolas em qualquer lugar fora dos Estados Unidos são capazes de obter recursos administrativos semelhantes. Os alunos que estudam no exterior devem, portanto, antecipar uma experiência intelectual gratificante, mas também desafios burocráticos e culturais que podem superar aqueles normalmente encontrados em um contexto educacional legal dos EUA. Os alunos que nunca estudaram ou moraram no exterior são fortemente encorajados, antes de enviar uma inscrição, a discutir essas questões com o Escritório de Programas Internacionais.

Os alunos transferidos podem estudar no exterior?

Os alunos transferidos podem estudar no exterior por um semestre, mas não são elegíveis para se inscrever em programas de diploma duplo que envolvam passar todo o ano 3L no exterior.

Depois de ser aceito em um programa de estudos no exterior, você deve fazer uma petição ao cartório de registro para ir ao exterior por um semestre. Envie um breve e-mail para o Escritório de Serviços de Registro explicando em qual programa você foi aceito e por que deseja participar do programa. Na maioria dos casos, essas petições são concedidas. O escritório do registrador geralmente recomendará que você faça os cursos negros necessários durante seu tempo em Columbia e que fale com o Escritório de Serviços de Carreira ou Iniciativas de Justiça Social antes de viajar para o exterior.

Qual a probabilidade de eu ser aceito em meu programa de escolha? Existe um limite máximo de alunos para os vários programas?

Historicamente, a maioria dos candidatos pode participar de seu programa de primeira ou segunda opção. Muitos programas são limitados a dois ou três indicados por ano.

Os programas da Global Alliance são projetados para acomodar um número maior de alunos. Oxford Global Alliance pode levar no máximo cinco; A Amsterdam Global Alliance pode levar oito; A Paris Global Alliance pode levar 16. Normalmente, há algum movimento nos programas com listas de espera. No entanto, se a lista será apagada, em última análise, dependerá do número de candidatos a um determinado programa em um determinado ano.

Preciso falar o idioma do país anfitrião para estudar no exterior?

Alguns programas exigem fluência no idioma, por exemplo para Paris I / Sorbonne, você deve falar francês. Para Buenos Aires, você deve falar espanhol. Em muitos lugares, você pode fazer seus estudos totalmente em inglês, por exemplo, Amsterdã, ILF (Frankfurt), Luxemburgo, Bucerius (Hamburgo), CEU (Budapeste), Beida (Pequim), Hitotsubashi (Japão), ESADE (Barcelona), Sciences Po (Paris), etc.

Estudar no exterior afetará minha trajetória de carreira de interesse público?

Estudar no exterior tem sido muito benéfico para muitos alunos que estão considerando uma carreira de interesse público. Pode, entretanto, entrar em conflito com a realização de clínicas, estágios externos ou outros cursos - ou com a prática pro bono - que os empregadores de interesse público valorizam. O momento do estudo no exterior também pode apresentar conflitos de programação em relação aos calendários de contratação de interesse público. Consulte Iniciativas de Justiça Social para saber mais.

Clique para abrir Aplicando

Devo incluir uma segunda opção de programa?

Você deve absolutamente listar uma segunda opção, se tiver uma; não vai te machucar de forma alguma. Sempre tentaremos colocá-lo em sua colocação de primeira escolha e o colocaremos em uma lista de espera se você não conseguir uma vaga. Pedimos aos alunos, quando selecionados para um programa, que nos avisem o mais rápido possível se desejam aceitar o lugar ou retirar suas inscrições, tanto por razões administrativas quanto como cortesia a qualquer outro aluno na lista de espera.

O que é necessário para a declaração pessoal?

A declaração pessoal deve descrever seus interesses acadêmicos, profissionais e / ou pessoais e como você imagina estudar no exterior servindo a eles. A declaração deve estar em espaço duplo e ter no máximo duas páginas. Sinta-se à vontade para escrever um parágrafo separado sobre sua primeira, segunda e terceira opções.

O que é necessário para a recomendação do corpo docente?

Depois de enviar o nome do professor na seção de recomendação do aplicativo, a pessoa que você designou como seu recomendador receberá um e-mail do sistema solicitando que marque: a) recomendo, b) recomende, c) não saiba bem o suficiente para recomendar, ou d) não recomende.

O recomendador também é orientado a se sentir à vontade para fazer quaisquer comentários adicionais a respeito do aluno. A maioria dos recomendadores escreve algumas linhas lá (por exemplo, sobre como eles sabem e por que o recomendam). É especialmente aconselhável que o seu recomendador esteja disposto a escrever algumas linhas para os programas mais competitivos.

As recomendações estão sujeitas ao mesmo Prazo de 1 de março como o resto do aplicativo?

Antes do final do período de inscrição, você deve incluir o nome de um professor / recomendador na inscrição online a ser enviada. Ao receber o e-mail de nosso sistema, o professor deve dar o próximo passo e enviar o formulário que recebeu. Se os professores não responderem em tempo hábil, o Escritório de Programas Internacionais fará o acompanhamento com lembretes. Embora os alunos não sejam penalizados por atrasos nas inscrições, você deve solicitar com antecedência para evitar atrasos no processo de tomada de decisão.

Quais programas têm co ou pré-requisitos?

  • Pré-requisito: Aliança Global de Amsterdã em Direito Penal Internacional - L6269: Direito Internacional (ou L6183: Os EUA e o Sistema Legal Internacional ) Nota: Direito Internacional pode ser feito em Amsterdã, mas sem crédito adicional. Para alunos enviando inscrições durante fevereiro de 2021 e depois, Lei internacional será um pré-requisito para a Aliança Global de Amsterdã, mas ainda pode ser considerado um co-requisito para os alunos do intercâmbio semestral de Amsterdã.
  • Pré-requisitos: Paris Global Alliance em Global Business Law and Governance - L6231: Corporações; L6269: Direito Internacional (ou L6183: Os EUA e o Sistema Legal Internacional). Esses cursos podem ser realizados a qualquer momento antes do semestre em Paris.
  • Pré-requisitos: Oxford Global Alliance em Direito e Finanças - L6231: Corporações; L6423: Regulamento de Valores Mobiliários; L6232: Finanças Corporativas; L6202: Direito Societário Avançado: Fusões e Aquisições (geralmente oferecido durante o semestre da primavera e às vezes não disponível no outono; o ideal é que os candidatos planejem fazer L6202 na primavera do ano 2L). Os cursos podem ser realizados a qualquer momento antes do semestre em Oxford.
    • Não podemos garantir que nenhum curso em particular será oferecido durante o outono do ano 3L, então os alunos devem idealmente ter como objetivo fazer três a quatro desses cursos até o final do ano 2L. Lembre-se disso Corporações geralmente é um pré ou co-requisito para os outros pré-requisitos.
  • Programas de grau duplo não têm pré-requisitos, mas os alunos devem preencher todos os requisitos do diploma de J.D. para participar desses ou de qualquer outro programa de estudos no exterior.

Como devo mostrar na inscrição que fiz ou estou cursando uma aula de pré-requisito?

O aplicativo pergunta se você atendeu a cada pré-requisito ou co-requisito. Marque Sim na pergunta apenas se você tiver c completado um curso ou são atualmente inscrito no curso. Se você está planejando fazer o curso em um semestre futuro, marque Não para que possamos usar essa informação para lembrá-lo de fazer cursos ausentes no futuro.

Clique para abrir Custos

Continuarei a pagar as mensalidades e taxas da Columbia durante os estudos no exterior?

sim. Os alunos da Columbia que participam de programas de estudos no exterior continuarão a pagar as mensalidades da Columbia, bem como os serviços de saúde e (exceto quando dispensados) as taxas de seguro saúde. A maioria das outras taxas baseadas no campus, incluindo taxas de atividades do aluno e instalações da universidade, são dispensadas durante o estudo no exterior. Sua mensalidade do Columbia também paga por serviços administrativos fornecidos pelo Escritório de Programas Internacionais em apoio ao estudo individual de estudantes no exterior e ao gerenciamento de mais de duas dúzias de parcerias institucionais.

Todos os alunos que participam de programas de estudos no exterior continuarão a ser cobrados pela Taxa de Saúde e Serviços Relacionados da Columbia Health. A taxa cobre uma série de serviços de apoio da Columbia Health para estudantes no exterior, incluindo acesso por telefone a aconselhamento de saúde mental e serviços de resposta à violência sexual; e assistência administrativa com planos de cuidados médicos, evacuação e repatriação conforme necessário.

Como a ajuda financeira é afetada por estudos no exterior?

Os alunos em um programa de estudo no exterior de um período ou um ano pagam a mesma mensalidade e têm o mesmo orçamento de estudante que se estivessem estudando na Universidade de Columbia, portanto, seu auxílio financeiro não é afetado.

Não há ajuste no valor do auxílio institucional (bolsa ou empréstimo) para estudantes que participam de um programa de estudos no exterior de um período ou um ano. Os alunos que precisam de empréstimos adicionais em programas de crédito para cobrir custos de vida mais elevados devem escrever para o Escritório de Ajuda Financeira para solicitar um formulário de Solicitação de Ajuste de Orçamento. Todo esforço será feito para acomodar solicitações razoáveis ​​que sejam documentadas.

Consulte o formulário Finanças e Auxílio Financeiro para Alunos J.D. da Faculdade de Direito da Columbia que Participam de Programas de Estudo no Exterior para obter mais informações sobre este tópico. Todos os alunos devem ler e assinar este formulário antes de participar de programas de estudos no exterior.

Escola de Economia Wharton

Por quais outros custos serei responsável?

Você é responsável pelo custo de vida no exterior, incluindo viagens de e para o país estrangeiro, despesas com hospedagem, alimentação, serviços públicos, entretenimento, custos de impressão e autorizações de residência. Visite o Escritório de Programas Internacionais para ver exemplos do custo de vida em várias instituições estrangeiras.

Clique para abrir Plano de saúde

As taxas do seguro saúde Columbia podem ser dispensadas durante os estudos no exterior?

Você pode solicitar uma isenção das taxas de seguro de saúde de Columbia obrigatórias, apresentando prova de cobertura alternativa adequada para todo o ano (mesmo se estudar no exterior apenas por um semestre) ao Departamento de Seguros e Conformidade de Imunizações da Universidade de Columbia. Geralmente, as isenções não são concedidas por apenas um semestre. Independentemente de a isenção ser concedida, a política da Universidade exige que todos os alunos continuem sendo responsáveis ​​pelo pagamento de taxas de saúde e serviços relacionados enquanto estiverem no exterior.

Os participantes dos planos do Columbia Health Insurance terão que pagar do próprio bolso os serviços médicos, incluindo visitas médicas de rotina e de especialistas, e enviar recibos junto com uma conta detalhada para o Aetna Student Health para reembolso. Se você estiver inscrito em um plano que não seja da Columbia, provavelmente será obrigado a relatar emergências médicas e despesas médicas incorridas internacionalmente ao seu plano de seguro saúde, com os pedidos de reembolso enviados imediatamente, conforme apropriado.

Em todos os casos, prepare-se revisando os requisitos de relatórios e as cláusulas de reembolso de seu plano de seguro saúde específico antes de viajar.

Além de qualquer outra cobertura que você possa ter, algumas escolas parceiras (por exemplo, Amsterdã, Paris 1 e Sciences Po) podem exigir prova de certa cobertura internacional especificamente definida ou seguro complementar. Consulte a página de cada programa individual para obter detalhes.

Clique para abrir Preparando-se para estudar no exterior

Como faço para solicitar um visto de estudante / autorização de residência?

Todos os participantes devem atender aos requisitos de visto de estudante do país anfitrião e devem possuir um passaporte válido por seis meses após a viagem inicial. Os procedimentos específicos de inscrição variam de acordo com o país e a nacionalidade.

Fora dos EUA os cidadãos devem verificar os requisitos atuais de visto e permitir tempo extra; em alguns casos, o processo de visto aplicável a eles pode levar mais tempo do que para cidadãos americanos.

Comece seu processo de solicitação de visto imediatamente após receber sua carta oficial de aceitação, pois pode ser necessário agendar o visto e as vagas se esgotam rapidamente. Adiar a tarefa de agendar uma consulta pode impedir que você receba um visto a tempo de se inscrever em aulas no exterior. Se você não puder estudar no exterior e não tiver feito os preparativos oportunos para se matricular na Columbia, poderá ter que tirar uma licença.

Como obtenho um certificado / cartão de seguro saúde, se necessário para o meu visto?

Os alunos do plano Columbia devem ligar para a linha de atendimento ao cliente da Aetna Student Health em 800-859-8471. Eles solicitarão algumas informações básicas, como número de identificação do seguro, data de nascimento, endereço e motivo para obter um certificado (por exemplo, elegibilidade para visto). Os certificados podem ser enviados por fax ou correio sem custo em sete a 10 dias úteis.

Os alunos que não estão no Plano Columbia devem verificar com seu próprio plano de seguro se eles atendem ou não aos critérios de uma escola estrangeira ou do governo para cobertura no exterior.

Posso participar de dois programas semestrais diferentes no exterior ao longo de dois semestres na Columbia Law School?

Não. Você só pode receber crédito por dois semestres no exterior se estiver participando de um de nossos programas de graduação dupla que envolve passar os dois semestres do ano 3L em Londres, Paris ou Frankfurt.

Posso participar do estágio externo de D.C. se estiver estudando no exterior por um semestre?

sim. Você pode se inscrever e participar, se aceito. Certifique-se de atender a todos os requisitos de graduação, como sempre.

Clique para abrir Habitação

Posso sublocar minha moradia Columbia quando for para o exterior?
Você tem permissão para sublocar sua acomodação em Columbia se estiver em um programa aprovado pela Columbia e não estiver em seu último semestre na Columbia - ou seja, se você é um 3L no exterior durante o semestre de outono ou estão a 2L de distância para qualquer semestre. Você precisará preencher formulários de sublocação e obter uma assinatura do representante de habitação da faculdade de direito em Serviços ao Estudante.

Temos muitos estudantes internacionais de intercâmbio que vêm para a Columbia Law School, principalmente no outono. Eles estão ansiosos para encontrar um alojamento conveniente e com preços razoáveis, e será um prazer colocá-lo em contato. A cada ano, muitos estudantes de intercâmbio sublocam alojamentos em Columbia para estudantes da Faculdade de Direito de Columbia que vão passar o semestre no exterior.

Exceção: em alguns casos, os alunos formados em alojamentos da Faculdade de Direito (não os da Columbia University Housing) podem sublocar no semestre da primavera se eles se comprometerem a permanecer em suas unidades a fim de estudar para o estudo para o exame da ordem após a formatura.

Se eu estudar no exterior no último semestre antes da formatura, posso sublocar / manter minha unidade?
Não. Os alunos no último semestre devem desocupar sua unidade habitacional em Columbia completamente. Os alunos devem avisar com 30 dias de antecedência sobre o plano e só serão responsáveis ​​pelo aluguel até o dia da mudança e devolução das chaves. Os alunos que vão para o exterior na primavera devem desocupar seus apartamentos até 31 de dezembro para evitar o pagamento de taxas no semestre seguinte.

Se eu for para o exterior na primavera, posso voltar ao alojamento da Faculdade de Direito para estudar para a ordem dos advogados do estado?
Infelizmente, os alunos da 3L não têm permissão para ficar em seus apartamentos na primavera para voltar para acomodação no exame da ordem de advogados do estado. Os alunos da Oxford Global Alliance cujo programa termina em março podem optar por manter ou desistir de sua acomodação e podem se inscrever para permanecer na acomodação para estudar na faculdade, mas não têm permissão para sublocá-la no exterior.

Clique para abrir Serviços de suporte

Terei acesso a assistência de emergência?

A universidade manteve SOS Internacional (ISOS) para fornecer assistência médica de emergência em viagens em todo o mundo para incluir cobertura médica e de evacuação para professores, funcionários e alunos enquanto estiverem no exterior em viagens relacionadas a Columbia. A ISOS também pode ser contatada para ajudá-lo a encontrar atendimento conveniente e apropriado nas proximidades de sua localização.

Quais serviços de apoio à saúde mental estão disponíveis?

Para melhor atender às necessidades de saúde mental dos afiliados da Columbia University no exterior, a Universidade oferece dois serviços adicionais da ISOS: Enhanced Emotional Support e LiveChat.

  • Suporte Emocional Aprimorado permite aos viajantes de Columbia até cinco sessões de aconselhamento gratuitas (por viagem) com um profissional de saúde mental certificado no exterior. Essas sessões podem ocorrer por telefone, Skype ou - quando disponível - pessoalmente, conforme sua escolha. O acesso a esta oferta está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, ligando para a linha escolar dedicada ISOS em +1 215-942-8478. Para os alunos que deram consentimento, a continuidade do atendimento com Aconselhamento e Serviço Psicológico (CPS) será coordenada para quando o aluno retornar ao campus.
  • O LiveChat permite que os afiliados da Columbia que baixaram o aplicativo ISOS Assistance (disponível nas plataformas Apple, Android e Windows) conversem 24 horas por dia, 7 dias por semana em tempo real com um representante da ISOS sobre quaisquer problemas de saúde, segurança ou proteção que possam surgir. Como o LiveChat pode ser usado por meio de um sinal Wi-Fi, não há cobrança de dados / roaming.
Clique para abrir Acomodações para deficientes

Quais acomodações para deficientes estão disponíveis?

A Columbia Law School não oferece seus próprios cursos no exterior, mas coloca os alunos em programas acadêmicos permanentes administrados por suas escolas parceiras. Os padrões internacionais para a qualificação de deficiência e acomodações associadas podem variar de acordo com a escola parceira ou cidade / país. Alguns programas podem não ter muitas das acomodações padrão para deficientes encontrados em Columbia e em todos os Estados Unidos. Os alunos devem consultar o Escritório de Programas Internacionais sobre as condições em escolas específicas e a possibilidade de solicitar acomodações razoáveis (por exemplo, acessibilidade física e tempo prolongado em exames) para deficiências documentadas. É importante que os alunos que precisam de tais acomodações contatem a instituição estrangeira vários meses antes de viajar para o exterior.

Clique para abrir Acadêmicos

Por que o LawNet mostra apenas 10 créditos para o meu semestre no exterior?

Até que tenhamos sua programação final, os alunos em programas semestrais no exterior serão registrados para 10 pontos no LawNet como um espaço reservado. O verdadeiro número de créditos que você receberá no semestre pode ser maior ou menor do que isso. Assim que tivermos as informações do curso dos alunos, determinaremos o número equivalente de créditos da Faculdade de Direito e atualizaremos o LawNet de acordo.

Quantos créditos posso ganhar no exterior?

Geralmente, os alunos recebem o equivalente a 11-13 créditos no exterior. O número máximo de créditos CLS que podem ser transferidos em um semestre é o equivalente a 13. A aceitação de crédito de um curso feito em uma escola estrangeira está sujeita à determinação de que atenda aos requisitos da Columbia Law School.

Ocasionalmente, os alunos obtêm o equivalente a nove ou 10 créditos no exterior e atendem ao requisito de crédito mínimo com pesquisa supervisionada com um professor da Columbia ou trabalho em jornal no exterior.

Como regra geral, a Faculdade de Direito de Columbia não concede crédito ao J.D. para clínicas, colocações em campo e outros programas de aprendizagem experiencial realizados como parte de um programa de estudos no exterior. Os cursos feitos no exterior não podem ser contabilizados para as honras de Kent ou Stone. Os alunos que estão no exterior por um semestre só são elegíveis para honras se eles se inscreveram para pelo menos 15 créditos graduados da Faculdade de Direito durante aquele ano acadêmico.

Os participantes da Aliança de Paris e Amsterdã recebem 12 créditos CLS. Os participantes de Oxford recebem nove créditos CLS por um cronograma fixo e também devem escrever um artigo de pesquisa supervisionado de 2-3 créditos com um professor de Columbia. London LL.M. os participantes recebem 18 créditos CLS para o ano e exigem um artigo de pesquisa supervisionado de três créditos para atingir 21 créditos CLS. Os participantes do Sciences Po Dual Degree recebem 21 créditos CLS por ano.

Nota: Os participantes do programa de Diploma Duplo Paris 1 e Frankfurt (ILF) receberão 20 créditos para o estudo do ano. Os participantes em potencial devem falar com o OIP sobre como obter o crédito adicional necessário.

Como os créditos internacionais são convertidos em créditos da Faculdade de Direito?

A Faculdade de Direito concede crédito de J.D. para estudos no exterior de uma maneira que seja consistente com o Padrão 310 da ABA (Determinação de Horas de Crédito para Curso). Dada a variação nas políticas relacionadas ao crédito entre os diferentes sistemas educacionais nacionais, o OIP deve fazer determinações de transferência de crédito caso a caso. Em geral, normalmente exigimos cerca de 14-15 horas de aula, cada uma apoiada por aproximadamente duas horas de trabalho fora da sala de aula para cada crédito aplicado ao J.D.

Todos os cursos realizados para obtenção de crédito no exterior devem ser pré-aprovados pelo OIP. Os alunos são responsáveis ​​por enviar as seguintes informações para[email protegido]assim que o registro do curso da escola parceira ou permissão para adicionar / retirar:

  • Uma lista de cursos para os quais você pretende se inscrever
  • O número de créditos estrangeiros concedidos pela escola parceira para cada curso
  • O número de minutos de sala de aula por sessão de aula para cada curso
  • O número de sessões de aula durante o período para cada curso
  • Um cálculo para cada aula do número de sessões de aula por período multiplicado pelo número de minutos por sessão de aula e um cálculo do total de minutos de sala de aula

Todas as alterações de curso subsequentes propostas devem ser relatadas imediatamente ao OIP para aprovação.

Você pode precisar adicionar cursos ou escrever um artigo de pesquisa supervisionado adicional com um professor de Direito da Universidade de Columbia se você não puder receber aprovação para transferir créditos suficientes para o J.D.

Observação: é possível que sua seleção de curso proposta não seja aprovada pelo OIP, portanto, você deve permitir tempo suficiente para fazer as alterações necessárias. Nenhum crédito será dado para cursos que não são elegíveis para aprovação (por exemplo, estudo de idiomas) ou que são oferecidos fora da faculdade de direito da escola parceira (por exemplo, na escola de negócios).

Posso receber crédito para cursos de idiomas no exterior?

Não. Aulas não jurídicas feitas no exterior não contam para o diploma de J.D.

A frequência às aulas é obrigatória em escolas estrangeiras?

A política depende da escola. Em alguns lugares, a frequência é obrigatória para receber crédito da escola estrangeira. Por exemplo, em algumas escolas de Paris, mais de duas faltas podem levar à reprovação no curso. Nenhum crédito estrangeiro significaria nenhum crédito de Columbia. Espera-se que você assista às aulas, siga as regras da escola parceira e represente bem a Columbia Law School no exterior.

As notas de estudar no exterior aparecerão na minha transcrição da Faculdade de Direito?

Você receberá transcrições com as notas da faculdade de direito parceira. As notas obtidas no exterior não serão listadas em suas transcrições da Columbia; a transcrição do Columbia indicará apenas o número de créditos obtidos em um programa de estudo internacional no exterior.

No entanto, a Columbia apenas concederá - e a transcrição da Columbia apenas refletirá - crédito para cursos aprovados em que você passar com o equivalente a uma nota C ou superior. Os alunos geralmente não têm permissão para fazer aulas no exterior com base em aprovação / reprovação.

Posso cumprir meu requisito pro bono no exterior?

sim. É possível, com a aprovação prévia da SJI, fazer trabalho pro bono no exterior ou remotamente. Certifique-se de obter essa aprovação antes de iniciar um projeto.

Posso cumprir meu requisito experiencial no exterior?

Não, seus seis créditos experienciais devem ser cumpridos enquanto você estiver na Columbia.

Posso continuar a trabalhar em um jornal enquanto estiver no exterior?

Os periódicos definem suas próprias políticas sobre se os alunos podem passar um semestre ou um ano longe de Columbia. Muitas revistas permitem que os alunos passem um semestre ou um ano no exterior e trabalhem remotamente e / ou obtenham crédito no exterior, mas é sempre melhor verificar com eles. O Columbia Law Review permite que um número limitado de membros estudem no exterior.

Que tipo de avaliação do meu programa de estudos no exterior devo apresentar?

Você deve enviar avaliações de cursos e programas. As avaliações dos cursos devem ter cerca de meia a uma página para cada classe e incluir coisas específicas abordadas nos cursos, bem como fornecer feedback sobre suas impressões sobre os cursos e os professores em geral. As avaliações finais do programa devem ser tão detalhadas quanto possível - quanto mais feedback, melhor. Os participantes do programa de graduação dupla devem enviar avaliações intermediárias e finais do programa.

Eu tenho que ter me formado ou ter concluído meus requisitos de graduação para fazer o exame da ordem do estado?

As regras variam de acordo com o estado, então você deve verificar com o Office of Registration Services e com a ordem dos advogados do seu estado (sobre prazos específicos para outros requisitos, como as horas pro bono e o teste MPRE). Em alguns estados, incluindo Nova York, os alunos do J.D. geralmente podem concorrer à ordem, desde que os requisitos de graduação tenham sido concluídos com sucesso, mesmo que ainda não tenham recebido seu diploma.

Preciso que minha faculdade de direito no exterior preencha o certificado da Faculdade de Direito depois de passar no exame da ordem do estado? Como faço isso?

Depois de passar no exame da ordem do estado, você precisará que cada faculdade de direito que tenha frequentado, incluindo faculdades de direito estrangeiras, confirme isso preenchendo um Formulário de Certificado de Faculdade de Direito original. Você deve identificar uma pessoa de contato para a qual possa enviar isso. Se precisar de ajuda para encontrar a pessoa de contato, informe ao OIP. (Cada escola parceira de estudos no exterior deve identificar uma pessoa de contato responsável pelos alunos da Columbia que participam do programa lá.)


Artigos Interessantes

Escolha Do Editor

Veteranos e membros do serviço
Veteranos e membros do serviço
Políticas comparativas
Políticas comparativas
Hogan v. Gawker
Hogan v. Gawker
O Columbia Global Freedom of Expression busca avançar no entendimento das normas e instituições internacionais e nacionais que melhor protegem o livre fluxo de informação e expressão em uma comunidade global interconectada com grandes desafios comuns a serem enfrentados. Para cumprir sua missão, a Global Freedom of Expression empreende e comissiona projetos de pesquisa e política, organiza eventos e conferências, participa e contribui para debates globais sobre a proteção da liberdade de expressão e informação no século XXI.
Supressão da Livre Expressão e Reunião em Cingapura
Supressão da Livre Expressão e Reunião em Cingapura
O Columbia Global Freedom of Expression busca avançar no entendimento das normas e instituições internacionais e nacionais que melhor protegem o livre fluxo de informação e expressão em uma comunidade global interconectada com grandes desafios comuns a serem enfrentados. Para cumprir sua missão, a Global Freedom of Expression empreende e comissiona projetos de pesquisa e política, organiza eventos e conferências, participa e contribui para debates globais sobre a proteção da liberdade de expressão e informação no século XXI.
Biologia Celular e Molecular
Biologia Celular e Molecular
Buckley v. Valeo
Buckley v. Valeo
O Columbia Global Freedom of Expression busca avançar no entendimento das normas e instituições internacionais e nacionais que melhor protegem o livre fluxo de informação e expressão em uma comunidade global interconectada com grandes desafios comuns a serem enfrentados. Para cumprir sua missão, a Global Freedom of Expression empreende e comissiona projetos de pesquisa e política, organiza eventos e conferências, participa e contribui para debates globais sobre a proteção da liberdade de expressão e informação no século XXI.
Sessões de verão | Cursos | O negócio
Sessões de verão | Cursos | O negócio